quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Reflexão


Os dias de ouro se foram
Como a tempestade que passa
E agora me resta o frescor da esperança
Distante da juventude d'outrora

Como um rio minha vida esta indo
Mas as margens dos meus sonhos
Não silenciam minha inquietude
Herança dos tempos sem medo

Alexandre Alves.

Um comentário:

Anônimo disse...

perfeita!!