domingo, 17 de fevereiro de 2013

Mistérios do Oceano

Oceano de águas salgadas vem me lacrimar,
retira de mim toda tortura do ego pensante,
toque-me com suas ondas; vem me acalmar,
transforma em serenidade meu semblante!

Casa de Netuno, com sua força vem me libertar
Da escravidão que a terra insiste me açoitar,
banha-me com teu poder e me faz o silêncio amar,
com o olhar perdido no horizonte sento-me a te fitar!

Muro sem divisa que esconde profundos pergaminhos,
raças humanas que em seu território ousou pisar,
dai a este andarilho a direção do mais alto caminho,
aquele que não se precisa de passos para andar!

Senhor das marés, do vai e vem dos infinitos ciclos,
abençoa aqueles que a ti se rendem por sua beleza,
local sagrado que pelos mistérios se criou mitos,
a gerar no tolo a dúvida e ao sábio, a certeza!

Pardini.

Nenhum comentário: