terça-feira, 6 de agosto de 2013

Luz do meu dia



Luz do meu dia
Que meu sonho traz
Que minha alma invade
Nas eternas manhãs

Da noite fria do inverno vivido
Para o suave sorriso da estação seguinte
Luz do meu dia e da minha noite
Do futuro que chega cheio de amor

Alexandre Alves.

Um comentário:

Anônimo disse...

Amei este poema meu querido amigo! Só poderia ter sido feito por você, uma pessoa sublime.

Beijos

Vivi

Gosto dos teus olhos

Gosto dos teus olhos Instigam eles minh'alma Levam-me para a dimenão dos sonhos São as veredas dos meus segredos Como se dois sóis fosse...