quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Estranho Silêncio

Olhares que cruzam o ambiente sagrado,
silenciosas vozes que tingem um céu colorido,
ocultas mensagens chegam a um coração atado
pela sombra de um medo passado...refletido!

Estranhos sentimentos renascem do oriente,
caminhos sinuosos que conduzem ao interno vale,
jovem alma que habita um corpo velho e doente,
que na imensidão da paz, o coração se abrande...se cale!

Desejos ardentes que enfeitiçam o forasteiro,
solidão que assola o deserto e sua paisagem,
vai o andarilho solitário em busca do mensageiro
a trazer em sua bolsa, um espelho, sua imagem!

Vidas curtas consumidas por uma secreta fonte,
cortam a esperança de rever no horizonte, o sol renascer,
pegadas na areia que desaparecem no horizonte,
como presente, permitirão a fagulha do amor florescer!

Marco Pardini.

Nenhum comentário: