segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Poemas Azuis

Teu beijo não só é doce
É quente como uma tarde baiana
Ele é ondulado, ligeiramente, como teus cabelos
Teu beijo é assim mesmo, azul da cor do mar

As vezes não me sinto
Por sintonia completa nem me vejo
Apenas sinto o universo pulsando
Dentro do que instantes foi a minha mente
E nesses raros momentos só percebo
O azul claro dos meus sonhos, perdidos como eu

Outro dia estava eu passeando
Pelos teus olhos, subindo, descendo, ouvindo
Hora alegre, hora triste, em segundos que de tão intensos
Horas pareciam
Mas sempre te encontrando entre a terra
E o azul profundo do céu.

É só que te encontro,
Sem nada, sem ninguém
Eu, você e um sonho impossível
Talvez seja essa a maior vantagem de um sonho:
Amar sem limites

Oh mar azul de suaves ondas
De céu claro e cheiro de chuva
Mar de amor sem fim
Que se encontra tão longe de ti
Mas dentro de mim

Alexandre Alves Neto

Nenhum comentário: