quarta-feira, 4 de junho de 2014

Talvez...

Da saudade,
a ausência,
ansiada presença,
numa tarde, talvez...

Ou num despertar,
de um sonho fecundo,
num sono profundo,
numa noite, talvez...

Numa paisagem,
bela, colorida,
na veia sentida,
num passeio, talvez...

Na doce musica,
uma singela melodia,
na distância em sintonia,
num encanto, talvez...

Na luz do luar,
que inunda a retina,
que sobe a adrenalina,
num simples pensar, talvez...

Como poema inacabado,
numa alma, num lamento,
numa rima solta ao vento,
no vazio, talvez....

Na ausência que se fez,
uma presença ansiada,
na saudade alforriada,
num instante, talvez...

Pedro Cesquim

Nenhum comentário: