sábado, 30 de outubro de 2010

Impermanência

Olhar no espelho da vida e ver uma face refletida
talvez seja apenas o reflexo estampado da sorte,
um pequeno e insípido pedaço de vida revestida
ou apenas um suave e constante aviso da morte!

Olhar no espelho da vida pode muito simbolizar,
a arte de procurar no recôndito de si um abrigo,
o desejo de esconder do outro o que é amar,
ou encontrar na imagem refletida apenas um amigo!

Olhar no espelho da vida é como tocar o universo,
um interno mundo paralelo é possível descobrir,
no mergulhar profundo da vida tiro um verso,
onde o antigo e o novo devem para sempre coexistir!

Enxergar no espelho da vida a face do imperecível
é compreender que a matéria é apenas algo passageiro,
enquanto a mente humana se apega com o não imprescindível
a alma divina anuncia a impermanência das coisas ao forasteiro!

Marco Pardini

Um comentário:

Alexandre Alves Neto disse...

Caro poeta, costumo dizer que o poema escolhe o poeta, como se vida própria tivesse pois acredito que esse seja o mistério maior da poesia. Ela é eternamente viva.

De onde vieram poeta, tão sábias palavras?