sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Amizade

Corações que juntos torna-se igual
corpos separados pelo espaço e tempo,
átomos que se unem ao menor sinal
elo indestrutível criado num momento!

Vozes que se consagram num grande festim,
almas que se reencontram numa vida,
a desfazer o ódio num grande motim,
a recriar o amor numa imagem retida!

Mãos que se juntam em prol da consagração,
de reunir espíritos pela vida viajantes
união de sentidos em busca de oração
a irradiar a todos a luz de seus semblantes!

Corpos e corações a se reunir sob o brilho lunar
mãos e braços a aproximar do peito , a saudade
presença benigna que dos pulmões expulsa o ar
a bendizer ao universo a verdadeira amizade!

Marco Pardini

Um comentário:

Anônimo disse...

Caro amigo ,ainda não li todas as poesias,mas com esta me identifiquei muito,parabens