sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Lealdade

Viver sob o compasso de uma canção,
olhando o mar em sua plena imensidão,
esquecer que o desejo armargo de traição
é a manifestação da noite no coração!

Velozes são os caminhos que usa o vento,
silêncio, receio, imagens que cruzam o tempo,
sobre a rocha da incorruptibilidade me sento,
a aguardar o sussurro da verdade em seu momento!

Infinito é o aroma que emana das flores,
selvagem o ímpeto do coração pelos amores,
mente que aciona seus internos sensores,
na esperança de afastar de si seus temores!

Silêncio que guarda um profundo segredo,
desertos obscuros que afugentam o medo,
oceano que inunda a alma de saudade,
chaves da mais pura, sincera e bela lealdade!

Marco Pardini

Nenhum comentário: